Yago, o zagueiro-torcedor

Na torcida 22/01/2013
Após ser expulso de campo, atleta do Goiás vai para a arquibancada e transforma-se no mais eufórico torcedor em jogo da Copinha

Yago na torcida
Em campo, ele não cooperou. Expulso no começo do segundo tempo, tornou deveras complicada a missão do Goiás de segurar o empate contra o Bahia, nesta terça, pela semifinal da Copinha. Desolado, o zagueiro se recusou a ficar no vestiário. Queria ajudar.

Resolveu então se unir aos poucos torcedores alviverdes, minoria no Nicolau Alayon. Já calçando chinelos, mas ainda de uniforme, colou no alambrado. Xingou, orientou o time, gritou, rezou e negou sua camisa a dezenas de torcedores pidões.

Sofreu demais. A vitória foi dramática. Logo após sua expulsão, a juíza marcara um penal em  favor do tricolor. Raylan bateu e perdeu. A árbitra (estranho essa palavra no feminino) mandou voltar. Yago e seus parceiros de arquibancada surtaram. Raylan voltou a cobrar e novamente o goleiro Paulo Henrique espalmou.

O jogo foi decidido nas cobranças de pênaltis. Paulo Henrique pegou mais dois e, finalmente, Yago pôde voltar ao campo para comemorar.

 

Comentários

  1. João Ricardo disse:

    Muito legal o estádio Nicolau Alayon… Hoje, o Bahia não teve sorte.